10 DICAS PARA SER APROVADO NO ENEM

Ser aprovado no Enem e nos vestibulares mais concorridos do país é o desejo de todos os candidatos que participam desta prova. Buscam-se então alternativas e fórmulas que permitam aos candidatos cruzar a linha de chegada entre aqueles que no ano seguinte irão estar entre os novos alunos das principais instituições de ensino superior do Brasil. O que há, no entanto, de concreto que possa realmente orientar os concorrentes para que tenham chances reais de estar entre os aprovados? 

Ser aprovado no Enem e nos vestibulares mais concorridos do país é o desejo de todos os candidatos que participam desta prova. Buscam-se então alternativas e fórmulas que permitam aos candidatos cruzar a linha de chegada entre aqueles que no ano seguinte irão estar entre os novos alunos das principais instituições de ensino superior do Brasil. O que há, no entanto, de concreto que possa realmente orientar os concorrentes para que tenham chances reais de estar entre os aprovados? 

1. Para estar preparado para o vestibular das principais universidades brasileiras é preciso ter construído uma boa base ao longo de toda a formação anterior. Neste sentido pesa não apenas o Ensino Médio mas também o Ensino Fundamental. Preparar-se desde a base irá fazer com que o aluno seja um bom leitor, seja capaz de interpretar com clareza as questões propostas, conheça as principais fórmulas e bases de cálculo matemático, tenha boa formação em ciências e suas diferentes vertentes, saiba e compreenda a história e a geografia… Se tiver lacunas nessa formação é sempre importante rever e reforçar o que não foi bem trabalhado!

2. O Ensino Médio deve ser encarado com seriedade e compromisso desde o 1º ano. Ao final desta etapa de formação o primordial é que o aluno tenha compreendido os conteúdos e fixado através de exercícios, tarefas, trabalhos, leituras e projetos. A memorização não é a tônica e, sim, é uma parte dos exercícios que se espera sejam desenvolvidos pelo cérebro humano durante sua formação e desenvolvimento. Realizar leituras críticas, entender enunciados, escrever com clareza suas respostas, ser capaz de traçar relações entre diferentes informações, entender as fórmulas para aplicar de acordo com problemas propostos são outras ações importantes que podem fazer diferença na hora das provas.

3. A leitura e atualização de conhecimentos deve ser sempre estimulada e praticada pelos estudantes a partir de jornais, revistas, internet, televisão, rádio e outros meios. Ler os livros indicados na escola é importante, mas o aluno tem que buscar mais referências culturais e, isso significa, na prática, estas outras leituras assim como ir ao cinema, visitar museus, assistir peças teatrais, viajar, ouvir música… Estas atividades culturais devem ter para os alunos o sentido do entretenimento e, ao mesmo tempo, a condição de lhes legar mais saberes, conhecimentos, criticidade…

4. Uma vida de estudos organizada ajuda os alunos a realizar seus compromissos escolares e, ainda, manter uma agenda que dê espaço para que eles respirem… Isso significa que além do estudo e de compromissos relacionados a formação (como fazer cursos de línguas ou coding, por exemplo), deve sempre existir tempo para que o estudante realize coisas que gosta de fazer, como praticar esportes, sair com os amigos, ouvir música, ir ao cinema, passear… Isso evita o stress, a estafa, a ansiedade. Garanta seu tempo de estudo, seja responsável e disciplinado quanto a isso, mas tenha sempre no seu dia algum tempo para seu prazer, satisfação, felicidade.

5. Nas semanas que antecedem provas importantes como a do Enem, continue estudando, mas confie no trabalho sério e disciplinado que realizou ao longo de sua formação. Não se exceda pensando que alguns conteúdos ainda não foram totalmente compreendidos. Não crie dificuldades e empecilhos em sua mente que podem lhe causar stress e preocupação desnecessária. Aquelas equações, tópicos de biologia ou expressões gramaticais de inglês que ainda não ficaram tão claras para você, diante do montante de conteúdos que caem nos exames podem até aparecer nas provas, mas ficam diluídas no cômputo geral considerando-se que em tantos outros tópicos você está bem preparado.

6. Procure descansar o corpo e a mente nos dias que antecedem as provas. Relaxe e não fique focando somente no exame. Alimente-se bem. Durma cerca de 8 horas por noite. Assista filmes que fazem com que relaxe. Encontre com os amigos para programas em que o vestibular seja esquecido por algumas horas e a diversão saudável prevaleça. Conte com o apoio dos familiares e de seus professores caso esteja muito preocupado, procurando-os para trocar ideias e relaxar. 

7. Não se preocupe com os outros estudantes, ou seja, durante o exame faça a sua prova e empenhe-se ao máximo para realizar os exercícios de forma consciente, buscando sua solução, pensando cada proposição, utilizando o tempo ao seu favor. Faça o seu melhor sem pensar que o concorrente a vaga, sentado ao lado, ainda que com a camiseta de uma escola ou curso preparatório considerados fortes o faça sentir-se em desvantagem. Uma mente forte começa pela confiança e segurança que você deve ter em relação a si mesmo, a sua preparação, ao seu compromisso e condição.

8. Procure chegar ao local da prova com pelo menos 30 minutos de antecedência para evitar aquele sufoco de última hora, que normalmente causa maior desgaste e preocupação, gerando um desgaste desnecessário. Leve todos os materiais que precisa (confira sempre na véspera), vá com roupas adequadas ao clima (como normalmente o Enem e os vestibulares mais importantes ocorrem no verão, use roupas claras e leves que gerem menos calor), tenha sempre com você uma garrafa de água (e alimente-se bem antes e durante a prova, consumindo alimentos leves).

9. Durante a prova leia as questões com bastante atenção. Caso tenha dúvidas em alguma delas, passe para a próxima e deixe para voltar nestas em que não estava tão seguro depois de ter resolvido a maioria das proposições de cada disciplina. Por sinal, para sua maior segurança, comece sempre pelas matérias em que se sente mais fortalecido (por exemplo, sou melhor em física do que em biologia, tenho ótimo aproveitamento em geografia e mais dificuldades em matemática), isso lhe dará mais confiança. Preste atenção em gráficos, tabelas, charges, mapas, músicas, quadrinhos, notícias de jornais, trechos de livros, poesias e demais conteúdos relacionados as provas para buscar nos mesmos os detalhes que podem ser fundamentais para responder as questões as quais estão relacionados. Muita atenção na hora de passar as alternativas corretas para a folha de respostas.

10. Passar no Enem ou em qualquer outro vestibular depende essencialmente de preparação anterior e controle emocional. Reforçar seus estudos com o apoio do Me Salva! também ajuda muito! Nesse sentido é preciso organizar suas atividades para que essa ação tenha foco no que mais precisa, como por exemplo, aquela dúvida em inequações ou em Revolução Francesa que pode ser revista por meio das vídeo aulas e exercícios que a plataforma do Me Salva! oferece para seu reforço ou aprofundamento. A aprovação é resultado desta conjunção de fatores.

Obs. Caso a aprovação não aconteça, não se desestruture, há outros exames pela frente, não é o fim do mundo. Recomece o seu estudo e preparação, tome um novo fôlego, tenha coragem e não fique buscando culpas ou culpados. A concorrência é grande e, como você, há muitos outros candidatos credenciados às vagas. Verifique o que pode ser melhorado em sua formação, busque o apoio de seus professores, organize melhor seu estudo e vá à luta novamente sem perder a confiança de que sua aprovação logo acontecerá.

Rolar para cima