question mark, important, sign

A construção do Pensamento

Qualquer realização demanda estudos, planejamento, reflexão. Não há possibilidade de êxito na vida sem que as pessoas se preocupem em preparar-se adequadamente para que isto aconteça. Neste sentido, o pensamento e sua confecção ou construção gradativa são essenciais.

Mas, como se realiza a construção do pensamento? De que formas é possível articular-se do modo mais completo e seguro possível?

O pensamento se articula, a princípio, pela ampliação dos sentidos, ou seja, pela capacidade natural dos seres humanos sendo utilizada quanto as suas reais possibilidades. Perceba, sinta, olhe, cheire, toque, escute e, com base no que foi possível apreender da realidade ao seu redor, exercite a elaboração, o questionamento, a reflexão, a comparação, a análise.

Tendo estes elementos já a sua disposição, busque a compreensão deles, leia a respeito do que mobiliza seus sentidos, vá atrás de pensamentos e produções de outras pessoas que se preocuparam com este assunto ou tema, informe-se mais a respeito. Seja curioso e ultrapasse as noções obtidas inicialmente, que ainda fazem parte do que chamamos de senso comum para aperfeiçoar seu pensamento.

Em um momento como o atual, no qual as relações se tornaram virtuais por contingências de saúde, o uso das tecnologias nos permite outras formas de estabelecer relações, de se comunicar e buscar saberes. Há uma infinidade de plataformas que, por meio da internet, nos permitem acesso ao mundo inteiro. Mais do que o acesso, é preciso selecionar com critério o que se busca, por onde pesquisar, o que ler ou assistir. É necessário também que as pessoas tenham maior atenção ao que leem, assistem e acessam para que possam compor seu conhecimento, desde o início, na introdução a um tema, até o aprofundamento, com mais e novas fontes, sempre sendo consideradas a partir de quem as criou, pessoas e instituições.

Procure sempre relacionar seus pensamentos a ações e realizações no mundo real. Como este saber pode me ajudar no cotidiano? Estilistas, por exemplo, se baseiam em desenhos da natureza, a partir da pele de animais ou da textura de folhas, para compor novos tecidos e criar suas coleções de inverno ou verão. Programadores de computador reproduzem em suas criações para o mundo virtual utilidades percebidas tanto na natureza quanto no mundo humano anterior ao surgimento dos computadores e da internet.

Além dos elementos captados a partir da leitura e do estudo formal, ligue-se no mundo, em suas atualidades. Para isso, leia jornais e revistas, escute o rádio, assista a televisão e navegue pela internet pelos sites de notícias, estude em canais na web dedicados ao ensino e que tenham qualidade reconhecida, como o Me Salva! Leia livros, muitos livros. Se ainda não gosta, comece por leituras mais fáceis e ágeis, de assuntos relacionados a interesses seus, particulares. O importante é perceber que a leitura é uma forma de conversar com o autor, de trocar ideias, de enriquecer seu acervo, percebendo coisas que estes autores puderam ver, vivenciar, experimentar e que, generosamente, através de seus escritos, estão dividindo com você e tantos leitores…

Com tudo isso você já estará bem preparado, mas pode ir além... 

É possível melhorar ainda mais o pensamento e articular a prática, as realizações no mundo real, seja em casa ou na família, buscando apoio em atividades culturais, como visitas a museus, exposições, shows musicais, teatro, cinema, espetáculos de dança…

Outra importante fonte de aprendizado que certamente irá reforçar seu pensamento são as viagens. Ao sair de seu ponto de origem, de sua cidade natal, você poderá ver, conhecer e se aperfeiçoar a partir do contato com outros povos, culturas, modos de se relacionar, preferências gastronômicas…

Faça também cursos. Aprenda uma ou mais línguas estrangeiras. Explore as potencialidades do computador. Mergulhe de cabeça em cursos de arte. Tente trabalhar seu corpo, seja em atividades radicais, esportes tradicionais ou mesmo em ginástica alternativa. Faça uma graduação, vá para a pós, enfrente um mestrado ou MBA… Não pare de estudar nunca! E leia o tempo todo, sobre o que está estudando e também sobre outros assuntos, de seu interesse, da literatura a jardinagem, de esportes a política, de história a cinema…

Igualmente poderosas são as relações humanas. Conheça pessoas no mundo real. O computador ajuda, mas é muito melhor quando é “olho no olho”, com proximidade física, possibilidade de conversa, de troca, de intercâmbio. Há muitas pessoas maravilhosas (e algumas nem tanto) que você precisa e irá conhecer. É esta gente que irá lhe ajudar a compreender coisas que não estão nos livros ou na web. Não se esqueça disso!

Toda esta ação certamente lhe permitirá um pensamento mais profundo e articulado, que por sua vez poderá ajudá-lo na composição de suas ações no trabalho e em outras instâncias.

Por João Luís de Almeida Machado

Rolar para cima