coronavirus statistics on screen

A importância das atualidades para quem vai fazer o ENEM

Todo ano é a mesma coisa. A prova do Enem é aplicada e temos várias questões, em diferentes áreas do conhecimento, relacionando temas da atualidade a matemática, as ciências humanas, as linguagens e as ciências da natureza. Trechos de artigos de jornais ou revistas, quadrinhos ou charges, partes selecionadas de poesias ou músicas, fotos ou infográficos, tabelas, gráficos e peças de publicidade são alguns elementos muito comuns nas avaliações anuais do Exame Nacional do Ensino Médio. Ainda assim, os alunos, por vezes, parecem não entender o quanto o acompanhamento diário de notícias, a partir de bases confiáveis, é algo que agrega para resolver questões ou produzir uma redação acima da média.

Pense sempre o seguinte… o aluno que está em preparação e lê jornais ou revistas (online ou no papel), assiste noticiários na TV ou acompanha os melhores podcasts noticiosos, tem vantagem na hora da prova do Enem.

Aqueles que aumentam seu repertório cultural assistindo filmes (novos ou clássicos), ouvindo música, lendo livros (além daqueles pedidos por seus professores para as atividades escolares), que tem a oportunidade de viajar ou de ir ao teatro, frequentar exposições e museus, entre outras atividades, tem igualmente mais chances de compor melhor suas respostas, não apenas no Enem ou nos vestibulares, mas na vida, no dia a dia, no futuro que está logo ali…

Estudantes que se atrevem a aprender outras habilidades, como usar melhor aplicativos, cozinhar, desenhar, costurar ou qualquer atividade adicional puder realizar, aumentam sua compreensão de mundo e desenvolvem habilidades que aparentemente são invisíveis ou não associadas a exames como o Enem, mas que lhes permitem ganhos que podem, igualmente, repercutir positivamente, como por exemplo, tendo maior foco e atenção na leitura das questões e em sua interpretação.

Conversar com pessoas e interagir com a natureza, são também iniciativas valiosas, que alimentam os sentidos, a alma, o intelecto, o emocional das pessoas e fazem com que sejam sensíveis e estejam prontas para traduzir isso também em suas vidas ou, mesmo, para ter histórias que os ajudem a compor seus textos ou respostas nos vestibulares, na busca de um emprego e na vida em geral.

Ter os ouvidos abertos, a mente sã, o corpo preparado e disposto a aprender sempre, atento aos movimentos do mundo, tornam as pessoas mais resilientes, fortes, sensíveis, empáticas e aptas a enfrentar os desafios do cotidiano.

Em relação as atualidades, veja esse exemplo… é preciso estar atento para casos históricos como o do líder sul-africano Nelson Mandela, que ficou por mais de 20 anos preso, pelo fato de lutar contra uma das maiores injustiças cometidas contra a humanidade em todos os tempos, o regime de segregação racial do Apartheid, que prevalecia em seu país. Ainda assim, mesmo diante da injustiça sofrida por ele, fez prevalecer seus princípios de não-violência, tolerância e respeito ao próximo, lições que foi consolidando no cárcere e que, após sua libertação, colocou em prática ao assumir a presidência da África do Sul, nos anos 1990.

Ao assumir o poder, quando muitos brancos imaginaram que ele iria preterir aqueles que de alguma forma o mantiveram preso e que haviam promovido tanto sofrimento a população negra local, o que fez Nelson Mandela? Ciente da animosidade que havia no país e a expectativa de revanchismo, trabalhou na direção da integração, do respeito, do trabalho lado a lado, evitando confrontos e buscando harmonizar as relações em seu país. Ao ler as biografias de Mandela ou tendo a oportunidade de assistir filmes que apresentam sua história, é possível ter acesso a informações que permitam entender essa história e, com isso, compor acervo para produzir textos e responder questões de vestibular ou do Enem.

Num momento em que, por exemplo, o racismo, infelizmente, voltou a cena com a morte de George Floyd, em Minneapolis, nos Estados Unidos, no mês de maio de 2020, a partir de violência policial, com evidente abuso da força e de autoridade, com repercussões mundiais ocasionando o surgimento de movimentos contra qualquer tipo de discriminação ou racismo, conhecer a história de Mandela, de Rosa Parks ou de Martin Luther King, pode fazer toda a diferença para quem está se preparando para o Enem.

Vejam que, propositalmente, falei um pouco sobre Mandela… Já leu algum livro sobre ele? Artigo em revistas ou na internet? Assistiu algum filme, como “Invictus”, de Clint Eastwood, no qual o líder africano é retratado? E Rosa Parks? Você sabe quem é? Já ouviu falar dela ou de Martin Luther King? Que relação eles podem ter com o tema do racismo e os acontecimentos deste ano de 2020 que geraram comoção em todo o mundo?

Quando falamos em atualidades estamos nos referindo, certamente, a necessidade de estar atento aos principais fatos do Brasil e do mundo, as produções culturais relevantes que são aproveitadas para compor questões, aos dados trazidos por meio de pesquisas, as conquistas da ciência, aos gráficos e tabelas apresentados em matérias jornalísticas, as charges ou quadrinhos que de algum modo interpretam o que acontece de relevante, as músicas e filmes…

O ano de 2020 tem, certamente, como marca, a pandemia do Coronavírus, mas além desse tema, o que mais aconteceu que poderia ser tema de provas e questões do Enem? Que datas históricas marcantes estão sendo comemoradas agora e que podem se tornar assunto para essas provas? É muito comum que, assuntos que comemoram “aniversário”, como por exemplo, os 50 anos da conquista do tricampeonato do Brasil no campeonato mundial de futebol, ocorrido em 1970, no México, pelo time liderado por Pelé, possam ocasionar questões… E essas perguntas ou propostas de redação, podem pedir a contextualização, ou seja, perceber como essa vitória esportiva foi explorada pelo governo brasileiro daquela época, em meio a um governo militar, em que imperava uma ditadura… E isso pode ser associado a fotos, charges, músicas, tabelas, gráficos ou outras referências, que exigem leitura não apenas de texto e contexto, mas de mídias diferentes… É preciso estar atento a isso, ou seja, atualidades como sendo assunto que podem estar presentes na sua prova e que, muitas vezes, não são trabalhadas nas aulas regulares, sendo temas transversais e transdisciplinares, ou seja, podendo ser utilizado em matemática, geografia, inglês, biologia… Atenção aos temas de atualidades é algo imprescindível e, no Me Salva!, isso é levado muito a sério pelos professores e também nos simulados e redações propostas! Fique atento e faça a lição de casa para não ser surpreendido!   

Por João Luís de Almeida Machado

Rolar para cima